Archive for February, 2017

Entenda um pouco como funciona a anestesia no momento do trabalho de parto

Quando a mulher descobre que está grávida ela fica pensando muito no momento do parto, a dor do parto é uma das maiores preocupações da mulher, principalmente o parto normal, pois a cesárea a dor vem só depois no pós parto, pois durante a mulher está anestesiada, porem não importa se é parto normal ou cesárea, a mulher fica preocupada com esse momento e com a dor que vai sentir, seja antes, durante ou depois. E é por isso que existe a anestesia, ajuda a melhorar esse momento para a mulher, entenda melhor como funciona esse momento.

Entenda um pouco como funciona a anestesia no momento do trabalho de parto

Entenda um pouco como funciona a anestesia no momento do trabalho de parto

Tirando suas duvidas sobre os tipos de anestesia

Existem duas anestesias, a peridural que é aplicada aos poucos por um cateter fino, conforme a gestante sente necessidade, ela tem seu efeito em dez minutos e permite que a gestante consiga andar. E tem a raquidiana, conhecida como raquí também é aplicada por cateter, no caso de parto normal, a duração dela é mais longa, mais ou menos uma hora, com isso a gestante não consegue andar, a raquí é mais indicada se o beber estiver nascendo, as duas podem ser usadas para cesárea, mas em dose única.

Entenda um pouco como funciona a anestesia no momento do trabalho de parto

Entenda um pouco como funciona a anestesia no momento do trabalho de parto

Depois da aplicação a mulher sente um formigamento e as pernas pesadas, e abaixo dos seios e indo para as pernas começam a perder a sensibilidade, mas os movimentos continuam, na cesárea a mulher perde até os movimentos, pois ela não pode se mexer, pois a dose é maior. Quando o efeito passa a dor da mulher vai voltando aos poucos, começa a voltar em baixo dos seios e depois vai indo para as pernas.

A picada da agulha agora não machuca mais, tem mulher que nem sente, antigamente era dolorido, agora o médico aplica um anestésico local antes de aplicar a injeção.

Mais ou menos em 3h ela passa a ter todos os movimentos novamente.

 

Veja aqui dicas de como escolher a maternidade certa para poder ter seu bebê. Confira

Um dos momentos mais especiais para a mulher é a chegada do bebê, então nesse momento tudo tem que dar certo, e tudo correr como combinado com o médico, uma das coisas a se fazer é escolher a maternidade para poder receber seu filho, muitas mulheres não dão importância a isso, mas esse passo é muito importante, e deve ser conversado entre os pais e o médico, junto com a maternidade vem a equipe médica, que também deve ser escolhida com muito critério.

Veja aqui dicas de como escolher a maternidade certa para poder ter seu bebê. Confira

Veja aqui dicas de como escolher a maternidade certa para poder ter seu bebê. Confira

Dicas de como escolher a maternidade mais adequada

É bom analisar bem o seu plano de saúde, se tem a cobertura do pré-natal, parto e pós parto, caso tenha tem que ver qual a maternidade que o plano de saúde trabalha, caso queria pagar a parte a maternidade, é bom não pesquisar apenas por preço, mas por “fama” em cuidado e nascimento de criança, o SUS (Sistema Único de Saúde) tem que oferecer toda a assistência para a mulher e a criança, e geralmente a maternidade escolhida é a mais próxima da casa da gestante.

O médico vai saber avaliar bem tudo isso, mesmo sendo convênio ou particular, ele vai poder falar se tecnicamente o hospital está preparado para receber a mãe e o bebê e caso de algum problema se está pronto para acudir os dois.

Veja aqui dicas de como escolher a maternidade certa para poder ter seu bebê. Confira

Veja aqui dicas de como escolher a maternidade certa para poder ter seu bebê. Confira

É sempre bom dar uma olhada nas acreditações do hospital, que é basicamente indicador de confiança no hospital, caso ele não tenha em sites, o que é comum, a gestante pode solicitar para poder analisar.
Em cidades com muito transito é bom pensar em caminhos alternativos para a maternidade ou até mesmo pensar em maternidades mais próximas.

Tente pegar recomendações com pais e mães que já tiveram bebê no mesmo hospital que você vai ter seu filho ou filha, isso é bom porque vai ter a analise de quem já teve a experiência.
E é sempre bom marcar uma visita antes no hospital, para saber como funciona,olhar os quartos e tudo que puder ver do hospital.
E lembrando é sempre bom conversar com seu médico, sobre tudo, ele é a pessoa próxima sua que pode passar essas informações.

Trabalho de parto. Um momento complicado para a mulher, e nesse momento ela pode comer ou não? Confira

O trabalho de parto é um momento complicado para a mulher, em que ela vai sentir dor a todo momento, a espera para entrar no trabalho de parto pode variar de 6h a 10h, são momentos em que ela vai sentir dor e depois essa dor vai passar, mas esses momentos de cor vão se intensificando mais e mais, até chegar o momento exato do trabalho de parto, mas nessas longas horas de espera, a mulher pode comer ou não? Entenda um pouco sobre esse assunto aqui.

Veja aqui sobre a verdade de comer ou não durante o trabalho de parto, se é permitido se alimentar nesse momento. Confira

Veja aqui sobre a verdade de comer ou não durante o trabalho de parto, se é permitido se alimentar nesse momento. Confira

Então, pode ou não comer alimentos durante o trabalho de parto?

A maioria dos médicos recomendam jejum durante o trabalho de parto, ficar o tempo todo sem comer nada, mas dar a luz a um bebê dá muita fome na gestante, então isso também é uma coisa meio complicada de fazer, mas isso pode ter acabado.

Agora, a Associação Americana de Anestesiologia afirma com base em estudos que é seguro fazer refeições durante esse tempo, mas apenas com comidas leves, como frutas, sucos, torradas, sopas e água, nada de comida pesada nesse momento. Os médicos tinham uma preocupação do bebê aspirar a comida durante esse processo e isso acabar dando pneumonia, mas durante uma pesquisa que ocorreu entre 2005 e 2013, apenas uma mulher teve esse problema.

Veja aqui sobre a verdade de comer ou não durante o trabalho de parto, se é permitido se alimentar nesse momento. Confira

Veja aqui sobre a verdade de comer ou não durante o trabalho de parto, se é permitido se alimentar nesse momento. Confira

Mas, tem que tomar cuidado com tudo nesse momento, por isso é importante antes de comer consultar um médico, para saber se é bom ou não a mãe comer algo, somente ele pode dar uma resposta, pois sabe a situação da mãe e do bebê.

E não pode comer comida pesada, pois se caso for precisar fazer uma cesárea de emergência, comida pesada aumenta o risco de náuseas.

Veja aqui a maneira certa de fazer o exame de toque na grávida e ainda de quanto em quanto tempo

Quando a mulher começa a sentir as dores da contração e com isso começa a dilatação significa que está entrando no trabalho de parto, e com isso deve correr para o hospital, para poder com o médico aguardar o momento do nascimento do bebê, mas isso ainda vai demorar ainda, no trabalho de parto normal precisa aguardar a mulher ter a dilatação certa, 6 horas em média demora para a dilatação total, na cesárea o trabalho de parto é programado, mas tem todo um preparatório para o começo, e fazer o trabalho de parto demora em média de 40min a mais 1h, vai de caso para caso.

exame de toque na grávida

exame de toque na grávida

Entenda como funciona o exame de toque no momento do parto

Lembrando que esse exame de toque é feito apenas no momento do parto normal.
É esse exame que vai falar qual o momento certo do parto da mulher, quando ela começa a sentir as contrações é necessário realizar esse exame, incomoda um pouco a mulher, porem é com ele que o médico vai determinar a dilatação e assim poder determinar se faz o parto ou aguarda mais um pouco. Esse exame tem que ser feito de 3 a 4 horas, até o momento certo do nascimento, mas o médico responsável tem que sempre ficar de olho, o excesso desse exame pode aumentar o risco de infecção.
A gestante já vai estar no momento de dor e é por isso que é recomendado fazer com delicadeza e também ser a mesma pessoa que faz todo tempo, assim a grávida vai acostumando aos poucos com esse exame.

Como é feito esse exame de toque na grávida? Entenda

O médico responsável por fazer esse exame, introduz dois dedos no colo do útero da mulher, para facilitar esse processo a mulher vai estar deitada em uma cama própria, para as pernas ficarem abertas, como se fosse uma mesa que é usada no preventivo, com esse toque no útero, o médico consegue avaliar a dilatação, e assim determinar se pode ou não fazer o parto.

Qual a melhor opção para um parto, aguardar ou induzir? Entenda

A espera do nascimento de um bebê pode ser bem complicada para os pais, afinal eles estão ansiosos para a chegada da criança, e quando chega nos 9 meses de gestação essa ansiedade aumenta mais ainda, e a espera do nascimento do bebê é na maioria das vezes longas, existem maneiras de induzir a mãe a entrar em trabalho de parto, e muitos médicos fazem isso, porem existe um meio termo nessa historia toda, situações que podem ocorrer e deixar a saúde do filho ou da mãe prejudicada.

Qual a melhor opção para um parto, aguardar ou induzir? Entenda

Qual a melhor opção para um parto, aguardar ou induzir? Entenda

Mas, como o médico consegue induzir o parto?

Basicamente o médico vai fazer a mãe ter contrações, assim entrando em trabalho de parto quando ele deseja, ele faz isso com aplicações de remédios, que são hormônios, como prostaglandinas e ocitocina, e com isso aos poucos a mãe vai sentindo as contrações, e junto a dilatação e quando for ver o neném está nascendo.

Induzir o parto da mãe é correto?

Existe um meio termo nessa situação, afinal se esperar demais a chegada do bebê pode ser perigoso, e fazer isso antes do previsto pode ter consequências no desenvolvimento da criança, por isso que cada caso é avaliado de forma individual, vendo a saúde da mãe e do bebê. Claro que é melhor esperar quando o bebê já estiver saudável e desenvolvimento para vim ao mundo, pois assim ele vai estar preparado, mas, lembrando que essa gestação não pode se estender muito, existem casos que precisam ser antecipado o parto, por motivos de saúde, como diabetes ou hipertensão descontrolada, tudo é questão da avaliação do médico e ele saber o que é melhor para a saúde do bebê e da mãe.

Nova regra para o parto cesárea, só pode ser feito a partir da 39º semana

Para realizar um parto normal é necessário a mãe começar a sentir as contrações para poder começar a ter a dilatação, mas mesmo assim os médicos podem aplicar remédios para tentar atrasar um pouco esse parto, mas a cesárea é marcada pelo médico, de acordo com a necessidade da mãe e do bebê, e se faz de tudo para poder não precisar marcar a cesárea quando o bebê ainda estava prematura, que é antes da 37º semana, mas ocorreram algumas mudanças nessa parte.

Nova regra para o parto cesárea

Nova regra para o parto cesárea

Entenda a mudança ocorrida no parto cesárea

O Conselho Federal de Medicina estabeleceu desde junho do ano passado (2016), que o parto cesárea só pode ser feito a partir da 39º semana, antes podia fazer a partir da 37º semana, bebê antes era considerado prematuros, e depois da 37º já era considerados maduros o suficiente, mas isso mudou, claro que tem as exceções, mas isso tem que ser analisado pelo médico.

Mas, porque foi tomada essa decisão no parto cesárea
Segundo pesquisas do Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas, bebês nascidos antes da 39º semana pode apresentar um maior risco de ter problemas na respiração, também dificuldade para manter a temperatura corporal e se alimentar, a expectativa que com essa regra diminua a taxa de internação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal.

Nova regra para o parto cesárea

Nova regra para o parto cesárea

A decisão do tipo de parto que a mulher deve ter deve ser tomada junto co médico, pois ele sabe a necessidade da mãe e do bebê, o parto normal é sempre o mais indicado, por ser mais saudável para a criança e a mãe, porem em alguns casos a cesárea tem que ser feita.

Cordão umbilical, novas regras foram publicados para o corte

O cordão umbilical é algo que liga a mãe o bebê, quando o bebê nasce antes já era cortado no mesmo instante, isso porque acreditava-se que quanto mais antes cortasse, poderia diminuir a hemorragia da mãe, mas isso não foi comprovado cientificamente, pelo contrario, foi comprovado diversos benefícios de esperar um pouco mais.
Então os médicos da American College of Obstetricians and Gynecologists (ACGO), que é a mesma coisa que a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), mudaram um pouco as regras, e agora não pode cortar o cordão umbilical no mesmo instante do nascimento.

Cordão umbilical

Cordão umbilical

Entenda o porque dessa nova regra do cordão umbilical

Agora é necessário esperar o cordão umbilical parar de pulsar para poder cortar, desde 2012 está sendo estudado isso, mas ainda não havia provas concretas sobre a espera do cordão parar de pulsar, mas dede dezembro de 2016 foi gerado novas regras e os médicos devem esperar e 30 a 60 segundos, tempo suficiente em que o cordão pode parar e pulsar.

Maria Mascola uma das autoras nas novas regras do ACGO disse a imprensa:
“Há um aumento das evidências que mostram que a prática em si tem claros benefícios para a saúde”
“Na maioria dos casos, isso não interfere com o cuidado precoce, incluindo a secagem e estimulação para a primeira respiração e contato imediato pele-a-pele”

Cordão umbilical

Cordão umbilical

Com essa espera o bebê pode receber até 25% do sangue da placenta, diminuindo a risco de hemorragia cerebral, e em longo prazo pode melhorar o desenvolvimento neurológico e os níveis de ferro para o bebê.

Você sabe o que é Parto empelicado? Entenda o que seria esse tipo de parto que é raro

Quando falamos em parto sempre vem em nossas cabeças o parto que a mãe sente contrações e a bolsa rompe, que é quando sai aquela água, parecendo que fez xixi, mas existe uma outra forma de parto raro, em que a bolsa da mãe não rompe, mas esse tipo de parto é muito raro, acontece de 1 vez a cada 80 mil partos, como ele ainda é muito raro e não acontece sempre, os médicos não sabem porque isso acontece ainda, é algo ainda diferente para os médicos.

Parto empelicado

Parto empelicado

Entenda mais um pouco sobre o Parto empelicado

O bebê nasce envolvido por uma membrana bem fina, é essa membrana que mantém o bebê no líquido amniótico durante os 9 meses de gestação, essa bolsa protege o bebê das contrações que a mãe sente, evitando causar traumas no bebê, esse tipo de parto pode ocorrer tanto no parto normal ou cesárea. O parto empelicado também é uma opção quando a mãe tem alguma doença infecciosa, como HIV, pois essa membrana protege o bebê.

Veja um vídeo mostrando o parto empelicado de um bebê


Em diversas culturas existem relatos de que nascer dentro do saco amniótico é um sinal de boa sorte para o bebê.

Kit higiene para seu bebê, faça você mesmo

Quando o bebê está para nascer os pais precisam começar a pensar em diversas coisas para comprar, entre elas está o kit higiene do bebê que é necessário para troca de fraldas dele, assim facilita esse processo sendo mais rápido com o kit por perto, existem já kits prontos, seja em lojas ou por artesanato, mas você mesmo pode estar fazendo esse kit para ficar mais barato e assim economizar para outras coisas. E é isso que vamos mostrar hoje no passo a passo, como fazer esse kit higiene para seu bebê em madeira MDF.

Kit higiene para seu bebê

Kit higiene para seu bebê

Materiais necessários para esse projeto

Veja o que vai ser usado para poder fazer esse kit higiene para seu bebê.

Kit higiene em MDF ou já pintado em branco, não precisa comprar o kit todo, pode comprar a peça que achar mais necessária para seu dia a dia;
Tecido da estampa que preferir;
Pérola;
Fita de cetim;
Cola para artesanato;
Tesoura;
Régua;
Pincel.

Confira aqui o passo a passo de como fazer o kit higiene para seu bebê


Confira aqui nas imagens alguns modelos de Kit higiene para bebê para poder inspirar você a fazer o seu.

Luminária de nuvem para quarto infantil, veja como fazer

A decoração de nuvem sempre fica bonita para quarto infantil, não importando se é para menino ou menina, você pode deixar na cor tradicional, o azul e branco ou brincar com as cores também, a dica de hoje é uma luminária de nuvem para o quarto da criançada, ela tem uma certa dificuldade em fazer, na parte de cortar a madeira no formato da nuvem, mas nada que você mesmo não possa fazer ou então pedir para um marceneiro está fazendo, essa luminária pode ser usada para brincar com a decoração do quarto, confira abaixo o passo a passo.

Luminária de nuvem para quarto infantil

Luminária de nuvem para quarto infantil

Passo a passo de como fazer a luminária de nuvem

Materiais necessários:
1 tabua de pinus 29x50cm (ou de acordo com o tamanho da sua nuvem)
1 lâmpada de led,
1 cabo de força para abajour ,
1 soquete de lâmpada,
1 braçadeira de cano
2 cantoneiras
Agora vamos ver o passo a passo dessa luminária de nuvem

Essa luminária de nuvem é bom pois pode decorar tanto quarto de menino ou menina, deixando o ambiente bonito e delicado.

Anunciantes
Categorias
FeedBurner
Visitas